Um nada a mais

Sou fragmentos e migalhas de quem conheci e me relacionei, dos lugares que meus pés pisaram, dos cachorros que afaguei carinhosamente, dos erros que cometi e dos livros que li. Sou filha de uma telefonista que adorava jogar voleibol e que sentia prazer em passar os finais de semana no quarto escutando vinis e lendo livros. Sou filha de um operário de fábrica de calçados que adorava bicicletas, documentar histórias em vídeos e viajar. Sou irmã de um professor maravilhoso que adora cachorros, trens e montanhas. Sou tia de uma pequena linda mocinha que é minha inspiração. Sei que há um pouco deles dentro de mim. Não há dúvidas.

Nasci no ano em que, historicamente, começou o processo de redemocratização do Brasil. Sou fruto desse contexto. Sou alguém que se acostumou a trocar de cidade quando menos esperava e que viajou bastante. Aos poucos, estou retomando à estrada, pois é nela que me renovo e encontro os detalhes essenciais para respirar de forma não involuntária.

Sou formada em História (licenciatura e bacharelado) e me meti na furada de estudar Comunicação Social. Fiz mestrado e tudo. Isso me ocupava bastante. Sou alguém que adora dançar, embora estranho e não bonito, e deixei de beber álcool há alguns anos. Gosto de me sentir parte da natureza. Acredito em relações sociais baseadas na cooperação.

Normalmente – se o vento e o humor colaborar – sou uma guria descabelada e risonha. Adoro hospedar mochileiros e mochileiras de todos os países, principalmente latinos. Acredito que seja uma forma legal de fazer um turismo diferenciado e de trocar experiências de vida. Sou alguém que gosta exageradamente das coisas simples da vida! O luxo, para mim, não está associado ao conforto. Já morei em tanto maldito lugar que acabo sendo uma guria sem raízes. Passei por Cruz Alta, Campo Erê, Francisco Beltrão, Tupanciretã, passei uma temporada curta em Grenoble (França) e Sale (Marrocos), Santana do Livramento. Levantei acampamento de Santa Maria, cidade em que me morei 14 anos, e me mudei para o cerrado brasileiro. Brasília me dá tapas na cara, ao mesmo tempo em que me embala num sono gostoso. Admito que Santa Maria me fascina, mas aprendi que quando queremos, precisamos mudar. Necessito de novos olhares, me perder em outras ruas, conhecer outras esquinas e me apaixonar por outros lugares.

Adoro a pesquisa histórica, a produção de materiais didáticos e, para até minha própria surpresa, adoro dar aulas. Atualmente sou servidora pública. Acredito na diversidade do jornalismo e do meio cultural. Tenho uma queda pelo jornalismo político e literário. Prefiro ser viajante a turista. Gosto de violino e de música, embora não saiba harmonia nem ler partitura em alguma clave que não seja a de sol. 

O tempo não livre eu gasto escrevendo, lendo e indo ao trabalho de bicicleta. Gasto meu tempo livre com leitura, cinema e ioga.

Primeiro quis ser professora, depois queria ser jornalista. Hoje sou um pouco dos dois…quem diria. Quando tinha oito anos e morava na pequena cidade de Campo Erê, oeste catarinense, fiz o meu primeiro jornal informativo-opinativo. Focava na família e no município. Lembro que ele tinha um espaço comercial relativamente grande, onde colei algumas logomarcas. O ”Jornal da Júlia” mostrava minha indignação com o preço do picolé e tinha até uma parte reservada ao turismo, já que colei fotos de uma viagem de 40 dias que fizemos para o nordeste brasileiro numa F1000 repleta de aparatos de acampamento.
Sou apaixonada por pessoas. A diversidade do mundo e de como as pessoas agem e pensam é o que me motiva diariamente a escrever.

2 comentários sobre “Um nada a mais

  1. Com excessão da idade, temos muito em comum,. Estou sindicalista, movido pelas utopias…

    Grande abraço.

    Decio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s