Júlia aos 18: uma carta

A Júlia, aos 18, pensava que quando tivesse 28 anos estaria casada, teria filhos e um labrador. Quem diria. Achava, também, que a Galeria do Rock, em São Paulo, poderia ser o melhor lugar do mundo.

– Logo mais você terminará o seu primeiro namoro. Você nunca mais escutará Mark Lanegan e Pearl Jam do mesmo jeito. Isso não é ruim, viu, Julica? São lembranças boas.

-Sabe a hidroginástica que você quer começar? Parta logo para a academia. Logo mais você vai ter uma crise de ansiedade, especialmente com a greve na faculdade durante o ano de 2005, e engordará mais de 10kg. Se não fizer exercícios, vai demorar um ano e meio para perder esses quilos.

– Pedale a Florisbela, bicicleta que vai comprar neste ano, o máximo que puder. Não tenha medo de pedalar na faixa de Camobi. Bicicletas ficarão na sua vida por um bom tempo. Aprenda a mecânica básica do ciclismo.

– Sabe a psiquiatra que você, após a crise de ansiedade, vai visitar? Desista. Ela é péssima. Na verdade, o melhor é dizer para ela bailar samba e te deixar em paz. Você não precisa do diagnóstico de doenças catalogadas pelo CID. Caso queira conversar, procure um psicólogo.

– Se reaproxime dos teus pais. Confie neles. Não tenha medo de perdê-los.

– Continue a estudar todas as línguas que você começar. Prometa isso! –

Não destrua a sua sobrancelha!!!!

-Cuide de sua postura. Se continuar assim, aos 27 você terá hérnia de disco (aiai….).

– Use protetor solar diariamente, mas não tenha medo de se expor ao sol. A canoagem, um esporte com alta exposição ao sol, vai entrar na tua vida daqui a uns anos.

– Sabe os amigos do colégio? Serão especiais, mas cada um seguirá um caminho diferente. Entenda isso.

– Sabe os amigos da faculdade? Seguirão caminhos diferentes, mas ficarão em sua vida, de certa forma.

– Sabe a ânsia de sair de Santa Maria? Persista com ela. Não se preocupe, porque você vai viajar bastante. Até o Marrocos você vai conhecer!

– Sabe aquele amor insano amor que você encontrará no final da faculdade? Ele não te fará bem. Evite e atravesse a rua. Você não precisa dele em sua vida.

– Não deixe de comprar livros, mesmo que só tenha dinheiro para isso. Conheça o quanto antes o Sebo da Riachuelo. Doe todos os livros do Paulo Coelho o quanto antes e leia logo Milan Kundera – ele vai te explicar muitas coisas. Perdoe todas as pessoas que não te devolveram os livros que você emprestou.

– Sabe a faculdade de Psicologia? Desista e parta logo para a de História. Quem sabe você começa, daqui a dois anos, o curso de Jornalismo?  Não enrole! Comece a participar da TV OVO o quanto antes. Continue participando do coletivo Práxis de Educação Popular. Esses dois ambientes darão o rumo de sua vida nos próximos 10 anos.

– Em alguns anos, você perderá uma grande amiga em um acidente de moto. Aproveite cada segundo com ela. Escreva inúmeras cartas e guarde todas as lembranças que você receber.

– Sabe os encontros nacionais de estudantes de história? Eles te farão conhecer mais o Brasil. Viva cada momento. Após anos você vai ver que saiu mais humana de cada relação de amizade que se formou nesses momentos.

– Não beba tanto. Em 8 anos você não beberá nem um gole de vinho. E por escolha própria.

– Continue no Orkut, porque ele vai te fazer voar de balão de graça (sim!).

– Não perca seu tempo com o Facebook.

– Continue com o blog. Ele vai te fazer ganhar muitas coisas: amigos, livros e até uma participação em uma peça de teatro.

– Quando você conhecer a Maria Cristine, escute-a.

-O principal: seja boa com você mesma; se perdoe.

Anúncios

3 comentários sobre “Júlia aos 18: uma carta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s