04. Um filme que você considera um clássico

Pensei demais nesse post e ele acabou não saindo do papel. Um clássico é só um clássico, ora pois. Não que o escolhido seja o melhor dos clássicos. Pensei nas beldades do cinema, mas decidi ficar com Rose, Rosemary. Sim, ”O bebê de Rosemary”, de Roman Polanski.

Polanski teve a vida cercada de diversos dramas e todos muito bem aproveitados pela mídia. O mais famoso foi o fato de que sua esposa, na época grávida, foi assassinada pelo grupo de Charles Manson em 1969. O outro escândalo foi uma acusação de estupro contra uma adolescente norte-americana de 13 anos em 1978. Por esse crime ele está ileso, já que saiu dos EUA antes de ser condenado. Há outra acusação de estupro rolando por aí. Ou seja, confusão e confusão.

Tirando as insanidades de Manson, os dramas e crimes de Polanski, mas não saindo do assunto de mentes perturbadas, precisamos dizer que ”O bebê de Rosemary” não é um filme de terror. Não há sangue ou cenas de aterrorizantes. Há sim, perturbação e conflito. Afinal, Rosemary irá escolher ser mãe dele, o capeta?

Sempre esperamos muito do final de um filme. E até poderíamos esperar mais da Rosemary, mas posso imaginar que ela se esforçou ao máximo. A personagem não é o que poderíamos dizer de pessoa mais dinâmica ou que percebe o perigo atrás da porta. Rosemary não tem só o sangue de barata, ela é sonsa.

Enfim, a vinda do anticristo é uma metáfora para os medos e anseios da sociedade americana. Era, dessa forma, uma crítica de Polanski.

Para quem não assistiu. Fica a dica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s