viva em sua cidade: não devemos cercar o parque itaimbé e tubias calil não mora na europa

Tubias Calil, então secretário de Infraestrura e Serviços de Santa Maria, acredita que o Parque Itaimbé, a exemplo de TODOS (sic) os parques europeus (haha) deva ser cercado. Seu objetivo? Manter o local sem moradores de rua à noite, sem grafiteiros, usuários de drogas e namoradores de plantão. Poderíamos atuar em outras frentes para enfrentar o problema da precariedade do Parque Itaimbé, como revitalização dos espaços (o que está ocorrendo, vide a Concha Acústica), investir em segurança, iluminação pública e um leque de atividades, como os shows que frequentei no auge da minha adolescência – Mostra Rock era um exemplo, mateadas, etc. Cercar o Parque Itaimbé não é bem a opção (quer dizer, para os conservadores é).

Algumas medidas já estão sendo tomadas para retirar os moradores de rua do Parque, como tapar com tijolos ou colocar amontoados imensos de terra embaixo das pontes. O fato é que em dias de chuva, esses montes de terra desmoronam e formam um lamaçal  nas calçadas. Também notamos, eu e outros moradores das cercanias, que as torneiras que os moradores de rua utilizavam para fazer seu asseio diário ou para tomar água sumiram. Sobraram os canos que não podem ser mais utilizados. Os moradores de rua que não incomodavam ninguém, procuraram outros pontos da cidade. Ponto para o Parque? Acredito que não. É muito raso resolver a questão dos moradores de rua dessa forma, expulsando-os pelas beiradas.

Sentar na cadeira de secretário de infraestrutura e serviços requer, acima de tudo, não somente lidar com propostas técnicas e sim elaborar planos de transformação do município que interferem diretamente no cotidiano e na sociabilidade de seus moradores. Propor cercar o Parque Itaimbé foi uma infeliz proposta, Sr. Tubias. Fundamentar seu cercamento em dados errôneos europeus, como se devêssemos nos basear nos brothers do hemisfério de cima, foi o pior dos elitismos.

__________________________

Iniciei o post para mostrar o que trouxemos para casa: amoras.

Vocês compraram? Alguns nos perguntariam. Não. Veio lá das árvores do Parque Itaimbé 🙂 Coisa boa.

Viva em sua cidade!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s