a farsa do deserto do sahara

potinhos de 10 a 15 cm guardam os grãos de areia que trouxe do deserto do sahara. como nunca retorno a algum lugar que viajei, por mais que eu realmente tenha gostado, vide colônia do sacramento, eu acho que vou guardar esses potes por inúmeros anos. não vou voltar ao marrocos, ainda mais por ser caro. não o custo de vida, mas a passagem aérea. talvez vá presentear amantes por quais acredite estar apaixonada ao longo da vida. o mais coerente é dar de presente para os familiares e amigos, esses amores mais estáveis. minha mãe possivelmente vá recusar. eu poderia cometer uma fraude. no parque itaimbé tem um parque de areia bastante sujo onde as crianças brincam todas as tardes. poderia simplesmente misturar os grãos e poder presentear mais pessoas. a alegria se multiplicaria. o peso na minha consciência existiria? o presente perderia um pouco do ”único”, ao menos para mim.

para os presenteados, nada mudaria. eles nunca saberiam. na ignorância, seriam felizes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s