as estações de vivaldi

emoção: teatro municipal de praga, república tcheca

10.09.2005

O outono é…poderia dizer calmo, mas não ouso dizer isso. Ao menos não o de Vivaldi. Este é esplendor, é luta, é dança! E é complexidade mascarada… Ah! o som desse cravo, penetra e fortifica. O violinista toca com resignação, com o tom da revolta. É talento personificado. É o perfeccionismo. Ou aquele que o deseja. Precisão. Ele é mais do que seu instrumento. Ele induz. Ele não é superficial. O outono é vivo.

Sento-me perto e sinto seu fervor, meu coração palpita acompanhando o forte som. As cordas cortando e dilacerando minhas ruínas profundas. Estranhamente, sinto-me pequena e engrandecida. Deito num rio imaginário, deixo-te me levar. Faço de suas mãos o meu dom. Fazemos sentimento..eu, tu e as cordas. A chuva desaparece, chama ternura. Encanta os deuses. Faço de suas mãos, minha vontade e meu dom. Absorvo suas forças. Ah! Quisera eu poder ser seu arco, seu ritmo. Ditar as melodias do teu canto. Recolher sua dor e fazer sua alma respirar o hálito doce e suave da vida.

A primeira vez que ouvi Vivaldi ao vivo foi numa apresentação realizada pela Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro, especialmente com solistas jovens, na Catedral Diocesana de Santa Maria. Assim como os países do Leste Europeu, como a República Tcheca, os músicos ocupam as igrejas e se beneficiam da boa acústica. Quando tem alguma oportunidade aqui na província da Boca do Monte, não deixo de ir. É um ato puramente egoísta e solitário…quase visceral. Talvez eu goste tanto de prestigiar porque sou frustrada. Meu violino com arco partido espera os anos passarem sem fazer nenhum som.

teatro municipal de praga

Quando visitei Praga, acabei conhecendo o Teatro Municipal (aqui com foto retirada do Google Images). O meu maior presente foi ter ouvido a orquestra de Praga tocando Vivaldi, ainda mais num teatro com decoração da art nouveau. Eu não canso de assistir os vídeos que agora posto para vocês. Deixo uma lembrança especial para a Magdalena. Como já disse outra vez, foi um momento em que senti por nós duas.

O primeiro vídeo não é Vivaldi. Gostaria que alguém me ajudasse a descobrir qual é o músico.

Agora sim, Vivaldi e a Primavera. Detalhe para a pentelha que rouba a cena.

Anúncios

2 comentários sobre “as estações de vivaldi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s